Quando o mestre transmite a sua paixão aos futuros talentos

0
61

Não é comum um coreógrafo ir ao Prix de Lausanne para dar ele próprio uma lição. Foi o que fez Goyo Montero, diretor do Balé do Teatro de Nuremberg. "Vim para que os dançarinos aprendessem corretamente a minha peça", explica. Um fotógrafo de swissinfo.ch acompanhou seus passos. Uma particularidade do Prix de Lausanne é que os professores corrigem as variações contemporâneas que os candidatos aprenderam nos seus países através da visualização dos vídeos. As lições de Goyo, ele próprio vencedor do Prix de Lausanne em 1994, são particularmente intensas, cheias de energia e paixão. "Temos de estender o braço direito para cima e para baixo de repente, como se alguém estivesse puxando ao máximo uma faixa de borracha e a relaxasse repentinamente", mostrou a um grupo de jovens dançarinos enquanto se movia no palco. Sua peça, criada especialmente para os candidatos masculinos do concurso, se chama "Grinding the teeth". Ela tem como trilha sonora uma música moderna e mecânica composta por …

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome