Vocês não estão sós, diz Obama para a comunidade gay

0
58
  • Tweeter

Massacre de Orlando

Homofobia

Barack Obama

Vocês não estão sós, diz Obama para a comunidade gay

Por

RFI

mediaBarack Obama expressou seu apoio à comunidade homossexual.
REUTERS/Carlos Barria

Em um discurso nesta terça-feira (14) em Washington, três dias após o massacre em uma boate gay de Orlando, o presidente norte-americano, Barack Obama, exprimiu sua solidariedade à comunidade homossexual dos Estados Unidos. Esse foi o terceiro pronunciamento do chefe da Casa Branca sobre o assunto desde o ataque.

Obama expressou palavras de conforto à comunidade homossexual depois do massacre que deixou 49 mortos, além do agressor, e cerca de 50 feridos. "Quero recordar que vocês não estão sós. O povo americano e nossos aliados e amigos em todo mundo estão com vocês", afirmou o presidente norte-americano.

As declarações de Obama são feitas em um momento em que novas informações sobre a personalidade de Omar Mateen, o autor do ataque de Orlando, começam a ser divulgadas, reforçando o caráter homofóbico do massacre. Principalmente após testemunhas afirmarem que a noite do massacre não era a primeira vez que o assassino frequentava o local.

Clientes da Pulse disseram que Mateen foi visto algumas vezes na boate, bem antes do massacre. Na época, ele estaria acompanhado de um amigo. Garçons que trabalhavam no local também declararam tê-lo visto algumas vezes no bar da discoteca. Outras testemunhas afirmam que o atirador também estava inscrito em aplicativos de encontros entre homossexuais, como o Grindr.

A polícia americana investiga a hipótese de que o atirador fosse homossexual e levaria uma vida dupla. A dificuldade de aceitar sua própria sexualidade, incompatível com suas convicções religiosas, teria contribuído para o ódio desenvolvido contra comunidade gay.

Familiares e conhecidos descreveram Mateen como um homem violento e instável, que batia na sua ex-esposa e fazia frequentemente comentários homofóbicos. Logo após o massacre, seu pai declarou que o filho passou a fazer comentários contra gays após ter visto dois homens se beijando em Miami.

Obama critica abertamente discurso de Trump

O presidente norte-americano também denunciou a retórica do candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, sobre os muçulmanos. Para Obama, o discurso do bilionário "faz com que os muçulmanos americanos sintam que seu governo os está traindo. Isso trai os próprios valores que os Estados Unidos defendem."

Trump relançou, durante um discurso na segunda-feira (13), a proposta de proibir a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos, pedindo a "suspensão da imigração" proveniente de países com "histórico de terrorismo". "Se não nos mudarmos duramente, de forma inteligente e rapidamente, não teremos mais o nosso país", disse o republicano em New Hampshire (nordeste).

  • Tweeter

Fonte: Rádio França Internacional

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome