ONU espera que mortes de afro-americanos nos EUA sejam investigadas

0
21

Ouvir /

Porta-voz do secretário-geral respondeu à pergunta de um jornalista e enviou pêsames às famílias das vítimas; segundo vídeo foi divulgado nesta quinta-feira.

O porta-voz do secretário-geral da ONU Stephane Dujarric. Foto: ONU/Evan Schneider

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas comentaram as mortes de dois cidadãos negros nos Estados Unidos sob poder de forças policiais.

O primeiro caso ocorreu no estado da Louisiana quando o homem, Alton Sterling, foi parado pela polícia na cidade de Baton Rouge na terça-feira. O assassinato de Sterling foi registrado num filme amador e provocou dois dias de protestos e manifestações.

Namorada

Nesta quinta-feira, um segundo vídeo em condições semelhantes foi divulgado, desta vez no estado de Minnesota. Um outro homem, Philando Castile, foi parado pela polícia e morto a tiros quando tentava localizar a carteira de motorista.

A morte de Castile foi gravada em vídeo pela própria namorada.

Ao ser perguntado por um jornalista sobre as mortes, o porta-voz do secretário-geral da ONU, Stephane Dujarric, disse que espera que os casos sejam investigados.

Padrão

Dujarric começou enviando os pêsames às famílias das duas vítimas. Ele contou que os dois vídeos são "perturbadores". O porta-voz afirmou que a ONU espera que os dois casos sejam investigados a fundo para saber se existe algum padrão neste tipo de morte.

Segundo a mídia local, centenas de pessoas saíram às ruas de Baton Rouge no estado da Louisiana para protestar a morte de Sterling, que tinha 37 anos e deixou cinco filhos.

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome