Moçambique tem gala de solidariedade às vítimas da viação

0
62

13/11/2015

Moçambique tem gala de solidariedade às vítimas da viação

Ouvir /

País registou mais de 2 mil mortes e 3 mil feridos no ano de 2014, como consequência de acidentes de viação; 25% eram crianças e adolescentes; ONU realiza na próxima semana conferéncia internacional sobre o tema.

Cidade de Maputo, Moçambique. Foto: Banco Mundial/John Hogg

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.

A Associação Moçambicana para Vítimas de Insegurança Rodoviária, Amviro, promove a 1ª Gala de Solidariedade às vítimas de acidentes de viação. O evento tem como tema o plano de acção africano para a Década de Segurança Rodoviária, entre 2011 e 2020.

A gala faz parte das celebrações do Dia Africano pela Segurança Rodoviária, assinalado todos os anos no terceiro domingo de novembro.

Conferência

Em conversa a Rádio ONU em Maputo, o presidente da associação moçambicana, Alexandre Nhampossa, diz que a gala serve para reflexão, pois o mundo está preocupado com assunto.

"Esta gala acontece num momento especial. Vai acontecer de 18 a 19 de novembro a segunda Conferência Mundial para Segurança Rodoviária em Brasília, na qual nós da Amviro teremos o privilégio em participar. Por conseguinte, vai reflectir sobre as metas que os países devem cumprir em torno da estratégia mundial 2011-2020 que estabelece a redução dos acidentes para a metade."

O representante da Amviro diz estar preocupado com elevado número de acidentes registados ano passado. Dentre vários motivos aponta a questão das vias de acesso.

" É por isso que a estratégia da década estabeleceu cinco pilares. Um dos pilares efetivamente que está preconizado na década é a questão das infraestrutura. Portanto neste caso específico, as vias de acesso. Ora, as vias por exemplo perpendiculares, as vias nos interiores dos bairros é triste por exemplo verificar intervenções que iniciam e não prosseguem."

Desafios

Para além da situação das vias de acesso, a questão do acesso de transporte é outro factor responsável pelos acidentes rodoviários, como comentou o especialista.

"Temos o fenómeno dos "My Love", um transporte que infelizmente é dos mais desadequados para transportar pessoas, tendo em conta a carestia dos estágios de segurança que estes mesmos transportes infelizmente se caracterizam. A mistura de carga e passageiros nos "mini-bus", infelizmente estas situações, para quem que sai do Maputo para Xai-Xai, vai para além da segurança."

O Dia Mundial em Memória às Vítimas dos Acidentes de Viação foi adotado na Assembleia Geral das Nações Unidas em 2005. Na data são homenageados também as equipes de emergência, a polícia e os profissionais médicos que diariamente lidam com acidentes.

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome