Mais de 5 mil migrantes resgatados esta sexta-feira a tentar entrar na Europa

0
34

Ouvir /

OIM anunciou que em 24 horas ocorreram cerca de 40 operações no mar Mediterrâneo; resgate decorreu um dia depois do salvamento de 1 mil migrantes pela guarda costeira da Líbia.

OIM relata aumento de incidentes ao largo da costa da Líbia. Foto: OIM/Jennifer Sparks

Eleutério Guevane, Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, anunciou esta sexta-feira que mais de 5 mil migrantes foram resgatados pela marinha italiana e por embarcações internacionais no Canal da Sicília.

Os resgatados em cerca de 40 operações separadas, desde a manhã de quinta-feira, estão a ser transportados para vários portos italianos.

Itália

A estimativa da OIM é que pelo menos 55,5 mil pessoas tenham chegado por mar à Itália em 2016. Pelo menos 214,8 mil migrantes e refugiados entraram na Europa por via marítima através de países como Itália, Grécia, Chipre e Espanha.

O número de mortes este ano atingiu 2.861, mais de 1 mil pessoas em comparação com o primeiro semestre de 2015.

Maio foi marcado pelo aumento de incidentes ao largo da costa da Líbia, tornando-se o mês mais mortífero na rota, com 1.086 pessoas que perderam a vida ou desapareceram.

Somente entre os dias 22 e 28 do mês passado foram salvos mais de 3,6 mil migrantes e levados para a costa Líbia.

Líbia

Na quinta-feira, perto de 1 mil migrantes foram resgatados no Mar Mediterrâneo pela guarda costeira do país do norte de África.

Na atualização divulgada esta sexta-feira, a OIM revela que uma pessoa morreu na operação de resgate a cinco barcos. A agência parceira da ONU tenta obter mais informações sobre o incidente.

Vulneráveis

Neste momento, os sobreviventes recebem socorro e artigos não alimentares e de higiene em território líbio.

A agência anunciou um projeto financiado pela Alemanha que nos próximos seis meses vai dar assistência directa a deslocados internos e migrantes que foram resgatados no mar, detidos e estão em situação classificada como "vulnerável" na Líbia.

A iniciativa de €1 milhão prevê oferecer assistência humanitária, que deve beneficiar grupos como migrantes detidos na Líbia e pessoas vulneráveis em ambientes urbanos.

Leia Mais:

60 mil migrantes passaram por Agadez, a sair ou a entrar no Níger

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome