Em Paris, Ban pede “solução humana” para refugiados e migrantes

0
36

Ouvir /

Secretário-geral da ONU disse que os desafios enfrentados pela comunidade internacional não param nas fronteiras; ele disse que “todos são mais fortes quando trabalham juntos”.

Secretário-geral da ONU Ban Ki-moon e o presidente da França, François Hollande, em Paris. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu este sábado em Paris, aos países europeus e a comunidade internacional que trabalhem para uma solução humana e com compaixão para solucionar a crise de migrantes e refugiados.

Durante coletiva de imprensa com o presidente francês, François Hollande, Ban afirmou que “os desafios enfrentados pela comunidade internacional não param nas fronteiras”.

Assuntos Humanitários

Ele disse que “todos são mais fortes quando trabalham juntos”. O chefe da ONU conta com a contínua parceria da União Europeia e do Reino Unido em assuntos humanitários e de desenvolvimento, como também, em relação à paz, à segurança e particularmente, à migração.

Falando em francês na coletiva sobre migrantes, Ban disse que visitou a ilha de Lesbos, na Grécia, na semana passada, onde se reuniu com refugiados sírios, iraquianos e de outros países.

O secretário-geral explicou que essas pessoas realizaram uma “longa e cansativa jornada” e querem o que todos desejam, ou seja, “viver em segurança, com suas crianças na escola, conseguir emprego e ter a oportunidade de contribuir para o progresso da humanidade”.

Num momento de crescente divisão e xenofobia, Ban encorajou a todos na Europa a respeitarem os valores de liberdade, compaixão e generosidade.

Respeito

Na opinião do chefe da ONU, isso pode ser feito através “do respeito aos direitos humanos, mostrando solidariedade às pessoas que estão sofrendo e ajudando a humanidade a caminhar na direção de um futuro melhor”.

Ele disse que conversou com o presidente francês sobre a situação no Mali, na República Centro-Africana e sobre o processo de paz do Oriente Médio.

Ao mencionar a votação do referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, Ban disse estar confiante de que as conversações entre os dois lados vão ser realizadas em uma “atmosfera pragmática e positiva”.

Momento

Ainda em Paris, o secretário-geral recebeu doutorado honoris causa da Universidade Pantheon-Sorbonne. Na cerimônia, ele disse que estava profundamente preocupado com o aumento da xenofobia na Europa.

Segundo o chefe da ONU, o continente “tem um profundo compromisso com os direitos humanos e a França, em particular, sempre foi um exemplo”.

Para ele, “chegou o momento do país e de toda a Europa colocar em prática esses ideais”.

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome