Angola elogia Brasil por tratamento do HIV e pede mais parceira lusófona

0
34

Ouvir /

Ministro da Saúde angolano, Luís Gomes Sambo, disse que país sul-americano conseguiu engajar a sociedade na luta contra o vírus; para ele, as nações de língua oficial portuguesa devem fortalecer frente unida contra a epidemia.

Tratamento do HIV no Brasil é elogiado por Angola. Foto: Unaids

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Os países de língua portuguesa têm muito a ganhar ao construir uma frente unida pelo idioma comum na luta contra o HIV.

A declaração foi dada à Rádio ONU pelo novo ministro da Saúde de Angola, Luís Gomes Sambo. Ele está em Nova Iorque para participar do Encontro de Alto Nível sobre o Fim da Sida.

Objetivo

Para Sambo, que foi diretor regional da Organização Mundial da Saúde, OMS, em África, é preciso fazer mais para acelerar o objetivo de eliminar o HIV/Sida até 2030.

"O Brasil é um caso muito especial. O Brasil tem um programa de luta contra o Sida que fez grandes progressos com uma abordagem muito abrangente na sociedade. Inclusive nos aspectos relacionados com o tratamento e mesmo a produção de medicamentos antiretrovirais. Eu penso que temos que valorizar as nossas referências no âmbito da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa. E maximizarmos portanto a colaboração e os resultados, portanto, o impacto."

O Encontro de Alto Nível termina esta sexta-feira na sede da ONU.

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome