Unicentro está com inscrições abertas para Programa Institucional de Iniciação Científica

0
136

A Iniciação Científica (IC) é o primeiro passo a ser dado pelos estudantes de graduação que pretendem seguir a carreira acadêmica. É também uma forma de explorar tudo o que a universidade tem a oferecer aos alunos. Lucas Minosso Kulka, por exemplo, está no segundo ano de Publicidade e Propaganda. Ele foi apresentado a IC e a seus benefícios pelos professores do curso. “Eu me interessei porque eu quero seguir a carreira acadêmica com pesquisa e ciência, e a iniciação científica ajuda o aluno a iniciar, realmente, nessa carreira”.

Para poder participar do Programa Institucional de Iniciação Científica (Proic), o aluno deve, inicialmente, procurar professores – efetivos, doutores ou mestres – do próprio curso ou de outro departamento. Definido o orientador, um projeto de pesquisa a ser desenvolvido ao longo de doze meses deve ser elaborado.

A diretora de pesquisa da Unicentro, Katielle Córdova, explica que a afinidade entre os estudos que o aluno quer empreender e a linha de pesquisa do orientador é muito importante. “Primeiramente, nós sugerimos que o aluno conheça os professores de seu próprio departamento, e outros de outros departamentos também podem se envolver. Ele deve, desse modo, procurar um orientador, conhecer a linha de pesquisa que esse orientador trabalha, para ver se é aquilo que ele quer desenvolver na IC”.

Nádia Moccelim apresentando pesquisa resultado de IC na Universidade Nacional de Missiones, na Argentina, em 2015 (Foto: arquivo pessoal)

Nádia Moccelim apresentando pesquisa resultado de IC na Universidade Nacional de Missiones, na Argentina, em 2015 (Foto: arquivo pessoal)

Nádia Moccelim é recém-formada em Jornalismo. Nos quatro ano em que esteve na Unicentro, participou do Programa de Iniciação Científica. Foram três projeto de IC, que a ajudaram a continuar na área da pesquisa em comunicação. Antes mesmo de terminar o curso, no final de 2015, ela foi aprovada no mestrado. Saiu da graduação na Unicentro direto para o mestrado na UEL.

“Quando eu estava no quarto ano, fazendo o TCC – que foi muito mais fácil por causa da prática teórica que eu tinha da iniciação científica -, e eu resolvi tentar um mestrado. Graças a todos os artigos que eu publiquei durante a minha graduação, todos os congressos que eu participei, eu consegui ingressar no mestrado, porque eu tinha uma pontuação muito boa, por causa desses artigos, no meu currículo lattes e consegui desenvolver a prova teórica também com mais facilidade”, contou a agora mestranda.

A inscrição do projeto é feito em algumas etapas. A primeira delas é a inscrição do professor orientador pelo sistema. Depois, é a vez do cadastro do aluno, que é seguida da submissão do projeto de pesquisa. Feito isso, é só aguardar a aprovação do projeto. Nesse ano, as pesquisas vão iniciar em agosto e são uma etapa importante da vida acadêmica.

“A iniciação científica é o primeiro passo para o aluno ver o mundo acadêmico, o mundo da pesquisa com outros olhos. Na IC, o aluno começa a desbravar várias etapas que antes eram um pouco desconhecidas. É um mundo totalmente diferente, que amplia os horizontes do aluno”, incentiva a diretora de Pesquisa, Katilelle Córdova.

Fonte: Coorc Unicentro

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome