Unicentro e Comutra discutem soluções para fluxo viário nos arredores da universidade

0
115

Pró-reitor de Planejamento da Unicentro apresenta proposta de revitalização da praça JK (Foto: Marcio Nei)

Pró-reitor de Planejamento da Unicentro apresenta proposta de revitalização da praça JK (Foto: Marcio Nei)

O campus Santa Cruz da Unicentro, em Guarapuava, realizou, na última quinta-feira (16), uma reunião com o Conselho Municipal de Trânsito, Transportes e Sinalização (Comutra) para tratar do projeto de revitalização da praça Juscelino Kubitschek, localizada em frente ao campus. O debate foi centrado na busca de soluções para o fluxo viário nas ruas que circundam a praça e que, nos horários de entrada e saída das aulas, ficam congestionadas.
Durante encontro, engenheiros da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan) da universidade apresentaram propostas de mudanças no sentido das vias do entorno da praça, assim como a criação de mais vagas de estacionamento e de locais de embarque e desembarque. O presidente do Comutra, João Osmar Rodrigues, elogiou a iniciativa e destacou a importância de uma série de estudos para que não haja falhas. “A ideia, inicialmente, é ótima, de fazer essa revitalização. Mas como nós sabemos que há um fluxo imenso de veículos, principalmente nos horários de pico, nós temos que estudar para que não haja o fechamento da rua padre Salvatore Renna, para que haja uma pacificação aqui na frente da Unicentro e não joguemos o problema para outras vias”.

Ademir Fanfa Ribas, diretor do campus Santa Cruz, defende incorporação da praça pela Unicentro (Foto: Márcio Nei)

Ademir Fanfa Ribas, diretor do campus Santa Cruz, defende incorporação da praça pela Unicentro (Foto: Márcio Nei)

A interrupção do trânsito na rua Salvatore Renna, no trecho em frente ao campus, e a construção de um calçadão que unisse as duas quadras, a da universidade e a da praça, gerou controvérsias. O fluxo das ruas em volta seriam remanejados, assim como o ponto e trajeto do transporte coletivo. “O fluxo viário é o maior problema porque essa rua, a Salvador Renna, ela é coletora de todos os bairros do norte de Guarapuava. Então, nós temos que estudar alternativas de solução principalmente por conta do transporte coletivo, muito utilizado pelos alunos da Unicentro. E nós não podemos fazer com que o transporte coletivo perca tempo, perca conexões. Desse modo, nós temos que trabalhar com todas as possibilidades para que não haja nenhum prejuízo a população” enfatizou Rodrigues.
O projeto de revitalização foi pensado no sentido de transformar a praça em uma extensão do campus, ao mesmo tempo em que propicia lazer, cultura e segurança para os membros da comunidade acadêmica e do próprio bairro. Transformar o que é, atualmente, um problema em uma alternativa benéfica para todos os envolvidos, como afirma o diretor do campus Santa Cruz, Ademir Fanfa Ribas. “Nós temos uma praça em frente ao nosso campus e nós estamos tentando dar uma solução para esse problema, talvez fazer uma parceria público-público – do governo do estado e do governo municipal -, juntando forças, tentando fazer com que as coisas melhorem. Nós temos um problema sério de fluxo de veículos e de pessoas em horários de pico, temos problema de segurança na praça e precisamos resolver o problema. A universidade apresentou uma proposta hoje. Esperamos que o Conselho de Trânsito tenha a sensibilidade, faça os seus estudos, mas que nós possamos avançar nesse projeto que eu tenho certeza que vai ser muito bom para a toda a comunidade”.
As tratativas entre a Unicentro e a Prefeitura Municipal de Guarapuava tiveram início em 2015, durante a programação de aniversário da universidade. No fim do ano, foi realizada uma audiência pública com membros da comunidade acadêmica, da prefeitura, câmara de vereadores, associações comerciais, entidades envolvidas com o trânsito, moradores e comerciantes do bairro. “Nós estamos discutindo com os setores, com a prefeitura, fizemos audiência pública com a comunidade do entorno da praça e da universidade para saber a opinião das pessoas. E o próximo passo foi dado: uma reunião com o Comutra, para saber como nós podemos fazer para incorporar a praça Juscelino Kubitschek à universidade e para que isso não cause problemas para as pessoas, abrindo um espaço de convivência para os nossos acadêmicos, fazendo com que o campus Santa Cruz possa resolver problemas tanto do estado e também poder ajudar o município na administração da praça” declarou Ademir, que também é conselheiro do Comutra.
Ao término da reunião ficou agendado um novo encontro para o dia 30 de junho, convocando engenheiros da universidade, da prefeitura e da Companhia de Serviços de Urbanização de Guarapuava (Surg) para o estudo de mais possibilidades para as vias da região e buscar soluções viáveis, principalmente para a questão do transporte coletivo.

Fonte: Coorc Unicentro

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome