Unati/Unicentro realiza 1. edição da Olimpíada da Melhor Idade

0
127

Unati/Unicentro realiza 1. edição da Olimpíada da Melhor IdadePublicado 8 de dezembro de 2016 | Por ariane

Mobilidade, agilidade, e muita alegria. Assim foi a primeira edição das Olimpíadas da Melhor Idade. Os jogos foram idealizados e promovidos pela Universidade Aberta a Terceira Idade (Unati) em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social. A competição buscou promover uma vida ativa entre os idosos e, simultaneamente, mostrar à sociedade que a qualidade de vida também pode ser inerente à terceira idade. “A proposta é melhorar ou conseguir uma boa qualidade de vida para os idosos. Então, um evento esportivo mostra esse aspecto da saúde física, mental e social”, explicou a coordenadora da Unati, professora Maria Regina Vargas.

A habilidade de dona ??? no vôlei chamou a atenção da torcida (Foto: Acioli Caldas)

A habilidade de dona Marlene no vôlei chamou a atenção da torcida (Foto: Acioli Caldas)

O encontro reuniu 14 grupos de diferentes bairros da cidade e os participantes da Uati (Universidade Aberta a Terceira Idade), do campus de Irati da Unicentro. No total, foram sete as modalidades esportivas presentes na Olimpíada da Melhor Idade: chute a gol, vôlei, basquete, damas, dominó, truco e boliche.
Um dos destaques do campeonato foi o time de vôlei da Uati. No jogo contra o grupo da colônia de Entre Rios, o time de Irati venceu por 15 pontos a 2. E quem acompanhou a partida, percebeu o vigor físico da dona Marlene Stein. Aos 71 anos, ela marcou 13 dos quinze pontos da Uati. “Nós temos um time que treina todas as semanas no Batatão, em Irati. A gente faz as Olimpíadas todos os anos lá e aí a Unati resolveu fazer aqui em Guarapuava e a gente veio participar porque eles sempre vão lá participar também”, contou.

Chute a gol também fez parte da competição (Foto: Acioli Caldas)

Chute a gol também fez parte da competição (Foto: Acioli Caldas)

Outro participante das Olimpíadas da Melhor Idade foi o seu João Mores, de 75 anos. Ele participou do truco e do chute a gol. Para ele, entusiasmo não faltou. “A gente conhece mais gente, está participando, fazendo exercício, que é muito bom para gente”. A dona Vilma Aparecida dos Santos também estava animada. Ela representou o grupo Planalto no chute a gol. “Eu vim participar por causa que do meu grupo”.
Para a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social de Guarapuava, Eliane De Carli, incentivar o esporte na terceira idade é uma forma de contribuir para uma boa qualidade de vida. “Nós, como Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, trabalhando com os grupos da terceira idade, com o nosso programa Ativa Idade, incentivamos também o esporte dentro do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos e, nesse momento, foi uma ideia que a Unati nos trouxe, e nós queremos valorizar realmente o esporte para a saúde deles, para a vida deles”.
O reitor da Universidade, professor Aldo Bona, destacou a importância das ações da Unati como uma forma de ampliar as relações da Unicentro com a comunidade. “É mais uma importante iniciativa da nossa Universidade em parceria com a Prefeitura Municipal de Guarapuava e que, certamente, dará certo e propiciará grande integração de todos os grupos”.

Postado em noticiasFonte: Unicentro

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome