Evento marca inauguração de novas estruturas no Cedeteg

0
114

Evento marca inauguração de novas estruturas no CedetegPublicado 15 de dezembro de 2015 | Por djesse Autoridades descerram as placas das obras entregues no campus Cedeteg.

Autoridades descerram as placas das obras entregues no campus Cedeteg.

Um dos principais objetivos da Unicentro é oferecer uma boa formação aos acadêmicos. Por isso, investir nas estruturas e nos equipamentos necessários para o desenvolvimento dos trabalhos, é fundamental. Foi pensando nisso que o campus Cedeteg entregou, oficialmente, 10 novas estruturas que vão beneficiar acadêmicos e professores das áreas de Agrárias, Exatas e Saúde.

A solenidade, realizada nesta segunda-feira (14), contou com a presença da Reitoria, direções de campi, autoridades municipais, parceiros de cooperação técnico-científica para as atividades da Fazenda Escola, professores e acadêmicos. Também esteve presente o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes.

Entre as obras inauguradas, estavam a pedra fundamental da Fazenda-Escola, as passarelas de acesso aos blocos didáticos do campus, a ampliação do prédio do Programa de Pós-Graduação em Farmácia, a revitalização do ginásio de esportes, o galpão de máquinas, a clínica médica e cirúrgica de animais de grande porte e de três laboratórios instalados em conteineres. Além disso, também foram entregues 25 computadores ao Departamento de Ciência da Computação, que serão instalados nos laboratórios utilizados pelo curso. “São todos pequenos investimentos, mas com grandes resultados e que potencializaram melhorias”, afirmou o reitor Aldo Nelson Bona.

A instalação de infraestrutura de Ensino, Pesquisa e Extensão em contêiner é uma novidade no campus Cedeteg. De acordo com o diretor do campus, Juliano Tadeu Vilela de Resende, os conteineres foram doados pela Receita Federal, adaptados e utilizados como laboratórios para os cursos de Agronomia e Medicina veterinária. “A principal vantagem é o custo. Esses conteineres são disponibilizados gratuitamente, então, para montar essa estrutura o custo fica bem reduzido. Acaba sendo vantajoso pra universidade em questões orçamentárias”, destacou.

A maioria das obras foi possibilitada por meio de recursos advindos da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti). O secretário João Carlos Gomes destacou os bons resultados dos investimentos realizados pela secretaria. “Quando se aplica um recurso, você quer ver resultados. Então quando você observa os alunos de graduação, o professor e o pesquisador realizando um trabalho com aqueles equipamentos que foram adquiridos com investimentos do Estado, sem dúvida, justifica mais investimentos”, ressaltou.

Neste ano, uma cooperação entre a Unicentro e outras onze instituições, possibilitou que a universidade agregasse a suas estruturas uma Fazenda-Escola. Por isso, a solenidade também marcou o lançamento da pedra fundamental do espaço de ensino e de pesquisa. Edson Rodrigues Bastos, diretor-presidente da Coamig, esteve na cerimônia representando as instituições e empresas que firmaram o protocolo de intenções de cooperação técnico-científica para a implantação da Fazenda-Escola. Ele destacou a importância dessa estrutura não só para a universidade, mas também para os produtores da região. “Temos necessidades prementes na produção agropecuária da nossa região e precisamos de profissionais com um bom preparo. O fato de conseguirmos uma área para ensaios, demonstrações e aulas práticas é muito importante para a formação desses profissionais. É o momento de acertar os ponteiros entre a produção e o ensino”, afirmou.

De acordo com o reitor Aldo Nelson Bona, a busca por melhorar constantemente as estruturas da universidade é uma das funções dos gestores da instituição. Ele também destacou que espera que essas melhorias contribuam para a continuidade do bom trabalho que já vem sendo feito. “Não é por acaso que a universidade está entre as melhores do país e tem se destacado em vários elementos, em várias situações no cenário nacional e até internacional. Isso se deve, sem dúvida, a toda dedicação da comunidade acadêmica. O que esperamos é que essas estruturas sejam utilizadas da melhor forma possível para o crescimento da instituição e da nossa região”, finalizou.

Fonte: Unicentro – Coorc

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome