Doutorado em Desenvolvimento Comunitário inicia atividades

0
2


Doutorado em Desenvolvimento Comunitário inicia atividades

Doutorado em Desenvolvimento Comunitário inicia atividades

O ano letivo de 2019 trouxe novidades para a Pós-Graduação da Unicentro. Esta semana, o Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Desenvolvimento Comunitário recepcionou os estudantes que integram sua primeira turma de doutorado. De acordo com a coordenadora da Pós-Graduação em Desenvolvimento Comunitário, professora Cristina Fujinaga, o fato do Programa ser interdisciplinar é um atrativo para pesquisadores brasileiros e estrangeiros. “Um programa interdisciplinar tem esse diferencial de poder olhar para os objetos de uma forma mais completa e de poder racionalizar métodos científicos inovadores. Nós somos o único curso de desenvolvimento comunitário da América Latina e isso faz com que nós tenhamos uma demanda de alunos estrangeiros”, afirma.

Doutorado em Desenvolvimento Comunitário é o segundo ofertado pela Unicentro no campus de Irati (Foto: Coorc)

No início desta semana, os mestrandos e doutorandos assistiram uma aula inaugural ministrada pelo professor Aldo Bona. O ex-reitor da Unicentro e futuro superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior abordou as “Perspectivas atuais da ciência, pesquisa e pós-graduação no Estado do Paraná”. “A história das instituições de ensino superior mostra que quanto mais elas verticalizam, se aprofundam no desenvolvimento da pesquisa, com a pós-graduação stricto sensu vinculada, mais as regiões ganham. Então, a minha expectativa em relação a Irati é que aquilo que já vem sendo feito por este programa e pelas ações do campus como um todo possam ser ainda mais aprimoradas, que nós tenhamos nossos estudantes e professores orientadores focados em debater temas locais e regionais, e buscar soluções. Quanto mais inserida em sua comunidade uma universidade for, mais importante ela se torna para a sociedade e para o mundo como um todo”.

Esse compromisso com a sociedade é evidente nos projetos dos alunos que já passaram pelo Mestrado em Desenvolvimento Comunitário e, agora, ingressam no Doutorado para dar continuidade à pós-graduação. A pesquisa da fisioterapeuta Caroline Gianna da Silva, por exemplo, resultou em um aplicativo para celular que responde dúvidas dos familiares de nascidos prematuros. “A gente entrevistou os familiares dos bebês prematuros para saber quais dívidas eles tinham, quais eram as inseguranças e medos que tinham quando levavam o bebê para casa, porque no hospital a gente fica receoso, a gente vê aqueles aparelhos, mas o cuidado é com a equipe e, aí, quando vai para casa dá aquele medo”, explica Caroline.

Na aula inaugural, ex-reitor da Unicentro defendeu que as universidades são agentes de desenvolvimento das comunidades (Foto: Coorc)

O Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Comunitário atrai profissionais de diversas áreas, como da saúde e das sociais aplicadas e, também, professores. A interdisciplinaridade do curso é uma vantagem destacada pelos alunos, como a psicóloga Emalline de Paula Santos. Ela concluiu o Mestrado e logo na sequência está iniciando o Doutorado. “A minha formação já foi bastante voltada para as políticas públicas e o Programa Interdisciplinar em Desenvolvimento Comunitário veio de encontro com a minha formação, com o que eu aprendi. Então, aprofundar isso no mestrado foi bem importante e também dar continuidade agora no Doutorado”.



Fonte

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome