Conversation Circle é nova atividade do Paraná Fala Idiomas na Unicentro

0
5


Conversation Circle é nova atividade do Paraná Fala Idiomas na Unicentro

Conversation Circle é nova atividade do Paraná Fala Idiomas na Unicentro

Conhecer uma cultura diferente e ainda ter a oportunidade de aperfeiçoar o conhecimento de um outro idioma. Esse é o objetivo do processo de mobilidade promovido pelo Programa Paraná Fala Idiomas – um projeto da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Supeior (Seti), juntamente com a Unidade Gestora do Fundo Paraná (UGF). O programa, disponibilizado em todas as instituições estaduais de ensino superior paranaense, atua ofertando cursos de aperfeiçoamento em línguas estrangeiras e, também, no fortalecimento das ações de internacionalização das universidades do Paraná.

Um exemplo disso, é a parceria com as instituições Languages Canada e SmartEnglish, que disponibilizaram 23 bolsas para a mobilidade de estudantes regularmente matriculados no Paraná Fala Idiomas. Ou seja, três bolsas para cada uma das sete instituições de ensino superior estaduais. Aqui na Unicentro, dois acadêmicos e a coordenadora institucional do programa, professora Neide Pinheiro, foram para o Canadá. “O programa de mobilidade não prevê somente a ida do estudante para fazer cursos de línguas, mas que esse estudante acabe sendo uma ponte entre a instituição aqui e a instituição de lá, porque é ele que, provavelmente, vai fazer o contato com o pesquisador na sua área, e isso estreita os laços institucionais”, afirma Neide.

Próximos encontros tratarão de temas cotidianos com o objetivo de treinar o inglês (Foto: Coorc)

Para compartilhar as experiências das três mobilidades com outros alunos do Paraná Fala Idiomas e com a comunidade universitária foi realizado o Conversation Circle. No Cinema da Unicentro, a professora Neide e os acadêmicos Thayná Scheleider de Matos e Gerson Anschau Poleze apresentaram o que aprenderam durante a mobilidade. Para Thayná que cursa Matemática no campus de Irati, a viagem de três semanas para a English School of Canada, em Toronto, foi extraordinária por duas razões. “Eu nunca tinha viajado para o exterior, foi a segunda vez que eu viajei de avião e, assim, eu não trocaria por nada. Só de estar lá já vale a pena. Além de melhorar muito o meu nível de inglês. Eu saí daqui com um nível intermediário e saí de lá já em nível avançado”, conta.

Já para Gerson, acadêmico de Letras Inglês na Unicentro, a experiência foi marcante por conta da diversidade cultural do Canadá. Ele ficou durante quatro semanas na East Cost Language College, em Halifax. Além da culinária que o impressionou, ele também trouxe na bagagem diferentes práticas de ensino da língua inglesa que aprendeu lá. “Foi um divisor de águas na minha carreira profissional e, também, pelo lado pessoal. Considero que volto outra pessoa do Canadá, por conta dessa imersão linguística e cultural também. Pesquisei modelos de ensino da língua inglesa, como que eles fazem ensino de línguas lá também, para que a gente possa aplicar aqui nas nossas aulas. Eu sou professor de inglês, então nesse lado profissional também me aperfeiçoou muito”.

Gerson aproveitou para conhecer novos métodos de ensino do inglês no Canadá (Foto: Coorc)

O Conversation Circle entra agora em uma nova etapa. Com base na experiência da professora Neide Pinheiro, que através da parceria, conheceu nove instituições canadenses de ensino de línguas, os encontros abordarão temas diversos e servirão de espaços para a prática do inglês. “Agora, eles serão mais informais. Vamos ter alguns alunos que participam do programa como voluntários, eles são graduandos do curso de Letras Inglês e passaram por um processo seletivo agora para serem os monitores das atividades. Essas conversas vão versar sobre coisas simples, até sobre comida, justamente visando essa socialização”, encerra.



Fonte

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome