Campus Santa Cruz recebeu III Jornada da Literatura e Educação

0
118

Participantes da III Jornada de Literatura e Educação (Foto: Coorc)

Participantes da III Jornada de Literatura e Educação (Foto: Coorc)

A Jornada da Literatura e Educação teve início em 2012 e conta com a participação de seis instituições de ensino superior brasileiras – Universidade Estadual do Centro Oeste, Universidade de São Paulo, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Federal de São Paulo, Universidade Federal do Sul da Bahia e Universidade de Passo Fundo. O objetivo é congregar pesquisadores e criar um fórum de discussão na área da educação literária no Brasil.
A terceira edição da Jornada foi promovida pela Unicentro, através do Departamento de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Letras e teve dois dias de duração. Sua programação contou com mesas redondas, fóruns de pesquisa e conferências que tratavam de temas como currículo e ensino de literatura, literaturas africanas, afro-brasileiras e indígenas na escola, materiais de leitura e didática da leitura.
Além de acadêmicos e docentes das seis universidades brasileiras, também participaram do encontro três pesquisadores convidados estrangeiros:” Ana Maria Margallo, da Universidad Autónoma de Barcelona, na Espanha; Max Butlen, da Université Cergy-Pontoise, da França; e Felipe Munita, da Universidad Austral, do Chile.

O conferencista Max Butlen, da Université Cergy-Pontoise, da França (Foto: Coorc)

O conferencista Max Butlen, da Université Cergy-Pontoise, da França (Foto: Coorc)

A professora Neide Luzia de Rezende, da Universidade de São Paulo (USP), explica que a inserção da literatura na escola é importante para a formação de leitores “A gente tem que criar mecanismos e procedimentos para que o aluno realmente leia, e não só a literatura canônica. Mas que a escola trabalhe, também, com a literatura do aluno, e que haja uma discussão nesse sentido, de como fazer essa ponte, como passar de uma cultura juvenil da leitura, que eles fazem por gosto, para uma literatura mais complexa, mais adulta”.
Segundo o professor Cláudio Mello, um dos organizadores do evento, a literatura é uma produção cultural a que todos têm direito, e cabe a escola o papel de mediar o acesso das crianças e adolescentes à literatura, “Quem participa das mesas redondas e das conferências são pessoas que têm um destaque na área do ensino literário, e vem trazer estudos que orientam a prática docente para o ensino de literatura tanto nas universidades quanto na educação básica”.
O professor ressalta ainda a importância do evento estar realizado na universidade. “Para nós, da Unicentro, é uma honra poder participar da promoção desse evento e estar nessa rede de pesquisa, que envolve seis universidades e é um evento de alto nível internacional, com nomes fantásticos. Trazer isso para discussão aqui é uma forma que a universidade tem de contribuir para a promoção da literatura”.

Fonte: Coorc Unicentro

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome