Bem-estar físico e psíquico a partir da literatura francesa é proposta de evento do CEL

0
3


O Centro de Línguas da Unicentro (CEL), no campus Irati, tem promovido uma série de atividades remotas gratuitas com o intuito de propiciar à comunidade o contato com línguas estrangeiras. Cada ação envolve um idioma e uma segunda temática geral. Neste fim de semana, é a vez do francês, que vai ser aliado aos cuidados com a saúde.

O Domingos no CEL – Língua Francesa e Saúde pode ser conferido neste dia 11 de outubro, às 19h30, pelo YouTube, e contará com uma programação bem diversificada. “Sempre tivemos uma vontade de unir saúde com língua porque a gente acredita que quando um corpo está alimentado pela arte, é um corpo que é mais saudável do que um corpo que não esta alimentado com arte”, discorre o professor Edson Santos Silva, do Departamento de Letras do Campus Irati, que foi o idealizador da proposta. “Nós vamos ter um dentista, uma nutricionista, uma fonoaudióloga, uma professora de educação física, e uma psicóloga que vão dar dicas de saúde para qualquer época, mas principalmente em tempos de pandemia”, esclarece.

Uma das palestrantes convidadas é a professora de Fonoaudiologia da Unicentro Cristiana Magni, que vai abordar a temática da audição, levantando considerações sobre como usufruir dela e preservá-la. “Usufruir de uma boa audição para ouvir uma música, uma poesia, o canto dos pássaros, o som do mar e das águas de uma cachoeira, é usufruir de um dos sentidos mais importantes que temos, e é nosso dever preservá-lo para usufruir melhor. É disso que eu vou falar – do prazer de ouvir bem tudo o que nos cerca, com uma pitada de bons conselhos para preservar a nossa audição”, antecipa.

Outros convidados são o professor de Odontologia da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Luiz Flávio Martins Moliterno, que vai falar sobre a importância do autocuidado com a saúde bucal; a professora de Psicologia da Universidade Salgado de Oliveira, Talita Baldin, abordando os impactos da pandemia na subjetividade; a professora de Nutrição da Unicentro, Paula Chuproski Saldan, comentando sobre o desenvolvimento de habilidades culinárias em tempos de isolamento social; o cardiologista Cassio Carvalho, ministrando a palestra “Le coeur, l’esclave”, que significa “o coração, o escravo”; e, para fechar, a professora de Educação Física da Unicentro Maria Angélica Binotto, destacando a importância de movimentar-se em tempos de pandemia.

Entre uma fala e outra serão declamadas poesias em língua francesa por professores de outras universidades e por estudantes da Bélgica, que farão uma participação especial. Também organizadora do evento, a professora de francês do Centro de Línguas da Unicentro, Larissa Antunes Ribeiro, acredita que essa proposta de união entre a saúde e a literatura francesa colabora para incentivar o bem-estar das pessoas de uma forma completa. “A programação e a escolha dos convidados tenta tratar de uma maneira global e alternada profissionais da saúde, com leituras de poesia. Dessa maneira, contemplaremos a saúde de uma forma global, traçando essas ações práticas, e ao mesmo tempo com a arte contemplando a subjetividade”, relaciona.



Fonte

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome