Líder da extrema-direita francesa compara UE a ex-União Soviética

0
38
  • Tweeter

França

União Soviética

União Europeia

Extrema-Direita

Líder da extrema-direita francesa compara UE a ex-União Soviética

Por

RFI

mediaMarine Le Pen, líder do partido político Frente Nacional de extrema-direita da França, chega para sessão plenária no Parlamento Europeu. Bruxelas, Bélgica, 28 de junho de 2016.
REUTERS/Eric Vidal

A presidente do partido de extrema-direita francês Frente Nacional, Marine Le Pen, comparou nesta terça-feira (28) a União Europeia à ex-União Soviética, em um texto publicado no jornal The New York Times.

De acordo com a líder de extrema-direita, uma das favoritas às eleições presidenciais francesas em 2017, “o destino da União Europeia está cada vez mais próximo dos soviéticos, que morreram em suas próprias contradições.” Ela voltou a defender a organização de um plebiscito na França, dizendo que escreveu uma carta ao presidente François Hollande propondo a consulta popular.

“Só resta uma alternativa para os povos europeus: continuar num bloco que trai os interesses nacionais e a soberania popular, abre as portas do nosso país para a imigração massiva e a arrogância financeira ou a recuperação da nossa liberdade através do voto”, escreve Le Pen, que também critica a imposição do euro como moeda única.

Europa está num dilema

Em sua opinião, a saída da Grã-Bretanha não tornará a União Europeia mais democrática. Segundo ela, os britânicos, ao votarem no Brexit, colocaram a Europa em um dilema que ela “terá dificuldades para sair”. Para ela, a União Europeia é “uma prisão para os povos”, e as reuniões entre a França, a Alemanha, o Reino Unido e a Itália são um sinal de que já uma “cisão” no bloco?

Existem duas opções para a UE, diz a candidata da extrema-direita. “A União Europeia pode decidir deixar o Reino Unido sair tranquilamente do bloco, mas correndo o risco de criar um precedente: o sucesso político e econômico de um país que deixa a UE seria uma prova manifesta de seu caráter nefasto.”

A outra opção, diz Le Pen,é a “União Europeia mostrar a natureza tirânica de seu poder, prejudicando o povo britânico.” Desde o resultado do plesbiscito, diversas manifestações xenófobas têm invadido as redes sociais e reavivando a tensão migratória na Grã-Bretanha.

  • Tweeter

Fonte: Rádio França Internacional

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome