Grupo Estado Islâmico retoma Palmira e papa pede paz na Síria

0
40

Grupo Estado Islâmico retoma Palmira e papa pede paz na Síria

Por

RFI

mediaPalmira, em abril de 2016.
REUTERS/Russian Ministry of Defence

O grupo Estado Islâmico (EI) voltou a tomar neste domingo (11) à antiga cidade de Palmira após a retirada das tropas do exército sírio, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). Os combates se intensificaram no oeste de Aleppo. O papa Francisco pediu o fim do conflito na Síria.

"Apesar dos ataque aéreos, o grupo EI reconquistou toda a cidade de Palmira depois que o exército se retirou do sul da cidade", informou Rami Abdel Rahman, diretor da ONG. A agência de notícias Amaq do EI também informou que os extremistas retomaram o controle total da cidade.

Os radicais haviam se retirado mais cedo depois de invadir a cidade na na véspera em função de violentos bombardeios da aviação russa. Os bombardeios russos mataram uma grande quantidade de extremistas, segundo a fonte, que não forneceu números.

O grupo EI, que tinha tomado o controle de Palmira em maio de 2015 e foi expulso em março passado pelo regime, com a ajuda da Rússia, lançou uma ofensiva na quinta-feira (8) contra essa cidade que é patrimônio mundial da Humanidade. Civis que retornaram a Palmira após a retomada da cidade pelo exército estavam encurralados pelos combates.

Durante a ocupação da chamada "pérola" do deserto sírio, o grupo extremista destruiu vários monumentos históricos.

Combates afugentam civis do oeste de Aleppo

Em Aleppo, mais de 10 mil civis fugiram neste domingo dos bairros tomados por rebeldes, devido aos violentos combates, informou o Observatório Sírio. De acordo com a ONG, os civis se refugiaram nos setores agora sob controle do regime na parte oeste de Aleppo. Segundo a fonte os combates se intensificaram em várias frentes entre rebeldes e as forças do regime no sudeste de Aleppo.

As forças governamentais dominam agora 85% do leste de Aleppo e estreitam o cerco aos insurgentes em um local onde tudo falta, especialmente a comida.

Francisco pede paz na Síria

O papa Francisco fez neste domingo um apelo à paz e pediu o fim da guerra na Síria, depois de proclamar diante de milhares de católicos na Praça de São Pedro: "Não à destruição, sim à paz!". "Cada dia tenho presente, principalmente na oração, as pessoas em Aleppo. Não se pode esquecer que Aleppo é uma cidade e que lá há pessoas: famílias, crianças, idosos, doentes… Infelizmente, já estamos acostumados com a guerra e a destruição", lamentou o pontífice.

(Com informações da AFP)

Fonte: Rádio França Internacional

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome