ELEIçõES/ARGENTINA: Boca de urna aponta que Macri é o novo presidente da Argentina

0
46

Eleições/Argentina –

Artigo publicado em 22 de Novembro de 2015 –
Atualizado em 22 de Novembro de 2015

Boca de urna aponta que Macri é o novo presidente da Argentina

O candidato Mauricio Macri declarou neste domingo (22) que uma nova etapa da história da Argentina começa com sua eleição.O candidato Mauricio Macri declarou neste domingo (22) que uma nova etapa da história da Argentina começa com sua eleição. REUTERS/Ivan Alvarado

O empresário multimilionário Mauricio Macri, líder da frente de centro-direita, conquistou neste domingo (22) a presidência da Argentina, ao vencer o peronista de centro Daniel Scioli, apontam pesquisas de boca de urna citadas pela televisão do país. Enquanto quatro pesquisas davam Macri como vencedor, a equipe de Daniel Scioli informava que irá aguardar os resultados oficiais para se pronunciar. A votação se encerrou às 19h de Brasília (18h na Argentina).

Márcio Resende, correspondente da RFI em Buenos Aires

Cerca de 32 milhões de argentinos fizeram neste domingo (22) uma votação histórica. As eleições mais acirradas da história do país devem marcar o fim de 12 anos do chamado "kirchnerismo" e o começo de um novo ciclo político, liderado por Mauricio Macri.

Hoje, ao votar, o opositor Mauricio Macri anunciou que este é "um dia histórico" que "vai mudar a vida dos argentinos" porque "começa uma nova etapa no país".

O candidato do governo, Daniel Scioli, disse que hoje quem ganha é o povo. Durante a campanha, Scioli procurou dizer que ele era o representante do povo. Scioli também disse que os argentinos votavam com consciência. O Papa Francisco tinha pedido que os argentinos fossem conscientes ao votar.

A presidente Cristina Kirchner concluiu que "seria muito doloroso recuar com todas as conquistas" dos últimos 12 anos.

Por essas declarações, o candidato Daniel Scioli e a presidente Cristina Kirchner receberam denúncias na Justiça Eleitoral por supostamente violarem a proibição de campanha.

Nada disso deve impedir a vitória de Maurício Macri. As pesquisas de boca de urna às quais a RFI teve acesso dão a Macri uma vantagem ainda mais ampla do que as sondagens prévias. Macri teria passado dos 55% dos votos válidos.

Fonte: Rádio França Internacional

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome