Decisão do STF favorece governo no rito do impeachment

0
52

Em uma votação apertada, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (17) anular a eleição que decidiu os membros da comissão especial que analisa o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados. Uma chapa avulsa – formada pela oposição – havia vencido a disputa, conquistando 39 das 65 cadeiras do grupo. Para a Suprema Corte, a indicação de nomes para compor a comissão deve ser realizada pelos líderes dos partidos. O resultado é considerado favorável ao governo.

Fonte: Rádio França Internacional

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome