Andy Murray conquista pela segunda vez torneio de tênis de Wimbledon

0
36
  • Tweeter

Ténis

Torneio de Wimbledon

Andy Murray conquista pela segunda vez torneio de tênis de Wimbledon

Por

RFI

mediaAndy Murray celebra vitória no torneio de tênis de Wimbledon.
REUTERS/Stefan Wermuth

O britânico Andy Murray conquistou pela segunda vez na carreira o torneio de tênis Wimbledon. Ele derrotou neste domingo (10) o canadense Milos Raonic, número 7 do mundo, em três sets, 6-4, 7-6 (7/3), 7-6 (7/2).

Murray impôs um jogo sólido do início ao fim, com grande qualidade na devolução de saque e muita resistência nas longas trocas de bolas, encurralando o grandalhão Raonic, que baseia seu jogo na força de seu impressionante saque.

O tenista da casa entrou na partida disposto a não quis desperdiçar a chance de mais uma vez conquistar o título do prestigioso torneio londrino diante de sua torcida. Murray não vencia um Grand Slam há três anos, sempre acabando superado por seus três algozes, Rafael Nadal, Roger Federer e principalmente Novak Djokovic.

O sérvio, atual número 1 do mundo, derrotou Murray nas três finais de Grand Slam que o britânico disputou neste período: duas vezes no Aberto da Austrália (2015, 2016) e em Roland Garros, em junho.

No final da partida, Murray comemorou o título com entusiasmo e chegou a emocionar seu técnico, a lenda do tênis Ivan Lendl, famoso pela frieza. Há um mês, Lendl voltou a treinar o tenista para ajudar o pupilo.

Este é o terceiro título de Grand Slam do escocês de 29 anos, que já havia vencido o US Open-2012 e a edição de 2013 de Wimbledon.

Serena é hepta em Wimbledon e iguala Graf com 22 Grand Slams

Depois de amargar dois vice-campeonatos seguidos, a norte-americana Serena Williams enfim conseguiu igualar a marca de Steffi Graf ao conquistar no sábado (9) o 22º Grand Slams da sua carreira, faturando o título em Wimbledon pela sétima vez, com vitória por 7-5 e 6-3 sobre a alemã Angelique Kerber. A número um do mundo, que não ganhava uma competição dessa categoria desde a última edição do torneio londrino, deu o troco na adversária que a derrotou na final do Aberto da Austrália, em janeiro.

Aos 34 anos, Serena corria atrás da marca de Graf desde o ano passado, quando perdeu em casa na semifinal do US Open, antes dos vice-campeonatos em Melbourne e em Paris.

(Com informações da AFP)

  • Tweeter

Fonte: Rádio França Internacional

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome