Americanos não estão divididos após ataque em Dallas, diz Obama

0
54
  • Tweeter

Os EUA “não são tão divididos quanto parecem”, diz Obama em Dallas

mediaObama entre Michelle e o prefeito de Dallas Mike Rawlings durante a cerimônia em memória dos policiais.
REUTERS/Carlo Allegri

O presidente americano, Barack Obama, enalteceu nesta terça-feira (12) os cinco policiais mortos em uma emboscada, em Dallas, e insistiu em afirmar que os Estados Unidos não são tão divididos quanto parecem por raça e política.

"Eu sei que os americanos estão se debatendo agora mesmo com o que testemunhamos na semana passada", disse Obama durante uma cerimônia em memória dos policiais falecidos."Estou aqui para dizer que precisamos rejeitar este desespero. Estou aqui para insistir em que não somos tão divididos quanto parecemos", acrescentou.

Obama viajou a Dallas para passar uma mensagem de união ao país, ainda tenta superar o incidente de quinta-feira passada, quando cinco policiais que acompanhavam uma manifestação contra a violência policial morreram baleados por um homem negro.

Acompanhado de sua mulher, Michelle, e com sinais de abatimento, Obama participou de uma cerimônia ecumênica, em que estava presente também o ex-presidente George W. Bush. “Sei que os americanos estão emocionados com este momento por causa do que vivemos na semana passada”, disse o Obama.
Ele chamou os eventos de Dallas de “atos não somente de violência, mas também de ódio racial que nos deixaram feridos e enojados”.

“Vejo o que é possível quando somos uma única família americana: todos merecemos um tratamento justo, todos merecemos o mesmo respeito”, disse Obama. O presidente foi duro sobre a possibilidade de superação das tensões raciais no país. “Podemos fazê-lo? Não sou ingênuo. Eu vi como o espírito de unidade que nasce da tragédia pode se dissipar aos poucos”.

Obama ainda advertiu: “Se não podemos falar honesta e abertamente com quem tem uma aparência diferente da nossa, ou que trazem uma perspetiva diferente, então nunca poderemos romper este perigoso círculo”.

Teste de liderança para Obama

O prefeito de Dallas abriu a cerimônia, dizendo que "a alma de nossa cidade foi trespassada". Nos dias que se seguiram ao mais recente ataque que abalou os Estados Unidos – realizado por um homem negro que tinha como objetivo matar policias brancos em resposta à violência policial – Mike Rawlings disse que os moradores da cidade "soluçaram e prestaram homenagens". "Hoje, abrimos as portas da nossa cidade", afirmou, agradecendo a Obama por participar da cerimônia.

Mas a homenagem mais comovente foi aos "pacificadores de azul" Brent Thompson, Patrick Zamarripa, Michael Krol, Lorne Ahrens e Michael Smith. Cada policial foi representado por uma cadeira vazia no auditório, cada uma adornada com uma bandeira americana dobrada e um quepe de policial.

Obama passou grande parte da segunda-feira preparando o discurso que daria nesta cerimônia ecumênica, também assistida por seu antecessor, o ex-presidente republicano George W. Bush. Seu discurso é visto como um teste monumental de liderança, como a aproximação do fim de seu mandato à frente da Casa Branca.

  • Tweeter

Fonte: Rádio França Internacional

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome