Unicef presta auxílio humanitário após abertura de acessos no Sudão do Sul

0
42

Ouvir /

Agência ajuda a procurar familiares de crianças separadas durante os últimos combates em Juba; grupo de camiões chegou a um dos locais de proteção de civis das Nações Unidas na capital sul-sudanesa.

Unicef fala de "condições terríveis" vividas pelos mais afetados pelos combates. Foto: Unmiss.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, anunciou que está a avaliar as necessidades humanitárias enquanto procura familiares de crianças separadas dos pais durante a fuga de várias famílias dos combates no Sudão do Sul.

Em cooperação com outras agências, a meta é fazer chegar ajuda a 50 mil afetados pelos mais recentes confrontos que opuseram as forças leais ao presidente Salva Kiir e as do primeiro vice-presidente Riek Machar. Mais de 270 pessoas morreram e 36 mil foram deslocadas na capital, Juba.

Armazéns

Com a abertura de acessos, na quarta-feira, o Unicef enviou quatro camiões de suprimentos. Os veículos partiram dos armazéns da agência para um local da ONU que acolhe deslocados em Juba.

Em coordenação com vários parceiros no país, a agência distribui ajuda essencial urgente a milhares de pessoas que deixaram as suas casas por causa dos combates intensos iniciados há uma semana.

Entre os artigos entregues aos sul-sudaneses estão alimentos altamente energéticos, colocados ao dispor de famílias que estão em duas igrejas locais.

Condições

O representante do Unicef no Sudão do Sul, Mahimbo Mdoe, mencionou "condições terríveis" enfrentadas pelos mais atingidos pelos combates. As maiores necessidades incluem água, alimentos e assistência médica.

Entre os artigos enviados, estão itens para tratar a malnutrição e para saneamento, como sabão e recipientes de água. Foram também oferecidos kits de cuidados de saúde primários e, esta quinta-feira, fornecidos brinquedos para crianças.

Mdoe disse que a resposta em curso vai continuar a crescer, mas é vital que haja capacidade para chegar a todos os carenciados sendo para isso "necessário um acesso humanitário sem restrições".

Leia Mais:

Conselho de Segurança em consultas informais sobre Sudão do Sul

Chefe humanitário pede reforço da ajuda após combates no Sudão do Sul

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome