UA: “Não há quem sofra os efeitos das mudanças climáticas como as mulheres”

0
57

02/12/2015

UA: “Não há quem sofra os efeitos das mudanças climáticas como as mulheres”

Ouvir /

Chefe da União Africana disse que resultado das negociações da COP21 terão maior impacto no grupo; esta terça-feira, entidade apresenta iniciativas sobre áreas desérticas do continente e sustentabilidade.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Nkosazana Dlamini-Zuma. Foto: ONU/Rick Bajornas

A presidente da Comissão da União Africana afirmou que não há quem sofra os efeitos das mudanças climáticas como as mulheres.

As declarações de Nkosazana Dlamini-Zuma foram feitas em Paris à margem da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática, COP21.

Meio Ambiente

A responsável disse à Rádio ONU que com mais eletricidade ao dispor no continente, o grupo pode ser protegido de ações como a busca de lenha e ao mesmo tempo pode ser promovido um meio ambiente renovado e ecológico.

A responsável defende que com mais água, terra produtiva e agricultura executada com tecnologia inteligente as medidas que se procuram implementar após as negociações da capital francesa terão maior impacto nas mulheres.

Muralha Verde

Esta quarta-feira, a União Africana apresenta a Grande Muralha Verde para o Saara e a Iniciativa sobre o Sahel na COP21. A entidade promove igualmente um Painel de Alto Nível sobre a Água e Mudanças Climáticas no contexto do Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Os eventos decorrem após um encontro entre os líderes africanos e o secretário-geral da ONU, onde Ban Ki-moon disse que apesar de “forte impulso” para um acordo significativo há ainda questões políticas que continuam por resolver.

O chefe das Nações Unidas pediu maior atenção às pessoas e aos países mais vulneráveis, antes que encerre a janela de oportunidade para se prevenir impactos “climáticos graves, generalizados e irreversíveis.”

*Apresentação: Denise Costa.

Leia Mais:

Chefe da Unfccc diz que “olhos do mundo estão em Paris”

Na COP21, Ban pede regime climático com regras claras

COP21: começa esta 2ª-feira encontro que vai “moldar o futuro do planeta”

Plano do Banco Mundial descreve ações para aumentar resiliência climática

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome