ONU destaca “enorme interesse de África” no sucesso da COP21

0
82

01/12/2015

ONU destaca “enorme interesse de África” no sucesso da COP21

Ouvir /

Com líderes do continente, secretário-geral falou da vulnerabilidade e dependência em recursos sensíveis ao clima; discurso em reunião sobre África e a mudança climática destacou iniciativa africana de energia renovável.

Ban Ki-moon destacou que África é particularmente vulnerável. Foto: ONU.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU disse esta terça-feira que África tem um enorme interesse no sucesso da Conferência da ONU sobre Mudança Climática, COP21.

No Encontro de Alto Nível sobre África e a Mudança Climática, Ban Ki-moon declarou perante os líderes do continente que o “envolvimento pessoal e apropriação” são essenciais para um acordo ambicioso que os africanos e o mundo precisam.

Vulnerabilidade

Na reunião que decorreu em Paris, Ban destacou que o continente é particularmente vulnerável aos efeitos das alterações climáticas.

Antes de participar no encontro, o primeiro-ministro de Cabo Verde falou com a Rádio ONU, da capital francesa. José Maria Neves justificou porque a comunidade internacional deve mobilizar recursos e limitar a alta das temperaturas a 1,5° C, como pede o grupo de países insulares.

Recursos

“Temos já os primeiros refugiados do clima e vêm precisamente dos pequenos Estados insulares. O aumento da temperatura, do nível das águas do mar, a acidificação dos oceanos, a seca, a desertificação, as inundações e as catástrofes atingem forte, decisiva e diretamente os pequenos Estados insulares.”

Os cenários apontados por Ban Ki-moon sublinham a dependência de grande parte da economia africana de “uma base de recursos naturais sensíveis ao clima”, incluindo a agricultura de subsistência alimentada pela chuva.

O chefe da ONU alertou que interrupções no abastecimento de água ou de alimentos representam graves riscos não apenas para as economias, mas também para a estabilidade política particularmente em Estados frágeis.

Sustentabilidade

O representante disse que os países africanos têm demonstrado grande determinação e visão para tentar reduzir a pobreza e atender às demandas de crescimento sem pôr em causa a sustentabilidade.

Ban declarou que África também tem priorizado a adaptação às alterações climáticas e as estratégias de mitigação no planeamento do seu desenvolvimento.

Acordo Global

Após destacar que os líderes africanos ajudaram a transformar 2015 num ano de oportunidade, Ban disse que em Paris os governos têm a possibilidade de garantir um acordo global sobre as alterações climáticas.

Para o secretário-geral, a expectativa é que tal pacto possa abrir caminho para um futuro mais seguro mais saudável, mais próspero e sustentável.

Ban saudou o anúncio da Iniciativa de Adaptação Africana e os esforços para o lançamento da Iniciativa de Energia Renovável África. Para o chefe da ONU, a energia sustentável oferece enormes oportunidades económicas.

Demanda Energética

Com a queda vertiginosa dos preços da energia solar e de outras fontes renováveis, Ban disse que muitos países africanos movem-se rapidamente para adotar um caminho mais ecológico que permite atender à crescente demanda energética.

O chefe da ONU disse que o espírito de parceria na Iniciativa de Energia Renovável África.

Para ele, o esforço de adaptação à mudança do clima vai ajudar o mundo a alcançar o Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 7 sobre o acesso a energia acessível e sustentável.

Leia Mais:

Chefe da Unfccc diz que “olhos do mundo estão em Paris”

Na COP21, Ban pede regime climático com regras claras

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome