OMS: mudança climática já está causando milhares de mortes por ano

0
26

17/11/2015

OMS: mudança climática já está causando milhares de mortes por ano

Ouvir /

Para agência da ONU, COP 21 oferece ao mundo uma "importante oportunidade" não só de chegar a um acordo climático, mas proteger a saúde desta e das futuras gerações; conferência começa em 30 de novembro, em Paris.

Reduzir a mudança climática pode trazer benefícios substanciais à saúde. Foto: OMS/A. Craggs

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

De acordo com estimativas da Organização Mundial da Saúde, OMS, a mudança climática já está causando "dezenas de milhares de mortes todos os anos".

Os motivos seriam alterações nos padrões de doenças, eventos climáticos extremos, como ondas de calor e inundações, e a degradação da qualidade do ar e o abastecimento de alimentos, água e saneamento.

COP 21

Para a agência da ONU, a Conferência das Nações Unidas para Mudança Climática, conhecida como COP 21, oferece ao mundo uma "importante oportunidade" não só de chegar a um forte acordo climático, mas também de proteger a saúde desta e das futuras gerações.

A Conferência ocorre em Paris entre 30 de novembro de 11 de dezembro. A OMS considera o tratado a ser assinado na capital francesa como um acordo "significativo" de saúde pública que tem o potencial de salvar vidas em todo o mundo.

Poluição

Estimativas da OMS são de que, em 2012, 7 milhões de pessoas morreram de doenças relacionadas à poluição, tornando este o maior risco ambiental para a saúde.

A agência prevê que a mudança climática vá causar 250 mil mortes adicionais por ano de malária, diarreia, questões relacionadas ao calor e desnutrição entre 2030 e 2050.

Crianças, mulheres e pessoas pobres em países de renda baixa serão os mais vulneráveis e mais afetados, ampliando as lacunas de saúde.

Perfis

Novos perfis nacionais da OMS sobre mudança climática e saúde mostram que investimentos em desenvolvimento de baixo carbono, energia limpa renovável e fortalecimento de resiliência climática também são investimentos em saúde.

No entanto, segundo a agência, nos debates sobre a mudança climática, ainda não foi dada "atenção suficiente" às suas profundas consequências para a saúde.

Leia Mais:

OMS: “ampla incompreensão pública” sobre resistência a antibióticos

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome