No Dia dos Direitos Humanos, Ban pede união contra a xenofobia

0
55

10/12/2016

No Dia dos Direitos Humanos, Ban pede união contra a xenofobia

Ouvir /

Mensagem do secretário-geral foca no preconceito sofrido por tantos migrantes e refugiados; Ban Ki-moon lembra que todos podem agir pela promoção dos direitos humanos.

No Timor-Leste, mulher prova que exerceu seu direito de votar. Foto: ONU/Martine Perret

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Dia dos Direitos Humanos está sendo celebrado neste sábado, 10 de dezembro e em sua mensagem sobre a data, o secretário-geral da ONU lembra que os direitos humanos estão no "coração e na identidade" da organização.

Em um período de tantos conflitos e de aumento do discurso do ódio, Ban Ki-moon destaca que "passo a passo, todos podem construir um futuro baseado nos valores da igualdade e dignidade humana.

Liberdade

Pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, "o reconhecimento dos direitos iguais e inalienáveis de todos os membros da família humana é a fundação da liberdade, da justiça e da paz mundial".

O secretário-geral explica que a campanha do Dia dos Direitos Humanos, batizada de "Juntos", serve para combater a xenofobia enfrentada por tantos refugiados e migrantes.

Segundo Ban Ki-moon, este é também o espírito necessário "para combater o extremismo, a falta de respeito pela lei humanitária internacional e para defender grupos da sociedade civil que enfrentam medidas duras" e são impedidos de cumprir seu papel.

Trabalho diário

O chefe da ONU afirma que defender os direitos humanos é um trabalho que pode ser feito por todos, em todos os setores da sociedade. Os países têm a responsabilidade primária, enquanto ONU e parceiros continuam reforçando a resposta a abusos e trabalhando para prevenir crises de direitos humanos.

Ban Ki-moon lembra que todos os indivíduos podem agir diariamente pela promoção dos direitos humanos e fazer a diferença na escola, no trabalho, em casa, nos esportes e até mesmo nas mídias sociais.

Compartilhe

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome