Europa já recebeu 909 mil migrantes e refugiados pelo Mediterrâneo

0
26

08/12/2015

Europa já recebeu 909 mil migrantes e refugiados pelo Mediterrâneo

Ouvir /

Número é quatro vezes maior em relação a 2014; OIM registou 3601 mortes durante o percurso; africanos são provenientes de países como Eritreia, Gâmbia, Nigéria, Marrocos e Senegal.

Africanos são provenientes de países como Eritreia, Gâmbia, Nigéria, Marrocos e Senegal. Foto: OIM/Malavolta.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Mais de 909 mil migrantes e refugiados cruzaram o mar Mediterrâneo este ano e 3601 morreram durante o percurso para chegar à Europa.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, anunciou esta terça-feira que o número de chegadas é quatro vezes maior que o registado em 2014, quando 219 mil pessoas desembarcaram no continente europeu.

Cenário Pessimista

A agência parceira da ONU revelou que o número de mortes está aquém do seu cenário mais pessimista, graças à ação rápida de governos europeus e da sociedade civil para salvar vidas no Mediterrâneo.

Desde o fim de semana, a OIM disse terem sido resgatados mais de 4,9 mil migrantes no Canal da Sicília.

Salvamento

As operações de salvamento envolveram a guarda costeira e a Marinha italianas, além de navios que patrulham a área no âmbito das operações da Tríton e Eunavfor.

Os migrantes encontrados no mar são de países como Síria, Eritreia, Nigéria, Marrocos, Gâmbia e Senegal. Eles foram levados para vários portos do sul da Itália.

Grupos Vulneráveis

A agência apoiou grande parte dos desembarques com aconselhamento legal aos recém-chegados e na identificação de grupos vulneráveis em parceria com as autoridades italianas.

A três semanas do fim do ano, a OIM chama a atenção para a situação de 21,4 mil migrantes e refugiados que chegaram a partir da Grécia na primeira semana do mês.

A viagem considerada “muito mais perigosa” foi feita no meio de ”temperaturas mais baixas e marés mais agitadas”. A situação é diferente da que foi enfrentada pelos 870 mil migrantes e refugiados que chegaram ao continente europeu em novembro.

Leia Mais:

Acnur preocupado com violência na fronteira grega, pede mais segurança

Dobra o total de crianças refugiadas que pedem asilo à Europa

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome