Em tempos de divisão, ONU lembra a importância da solidariedade

0
48

20/12/2016

Em tempos de divisão, ONU lembra a importância da solidariedade

Ouvir /

Secretário-geral destaca que os problemas globais pedem soluções coletivas; 20 de dezembro é o Dia Internacional da Solidariedade Humana; trabalho em conjunto é visto como essencial para o cumprimento da Agenda 2030.

Ban Ki-moon. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Leda Letra, da ONU News em Nova York.

Vinte de dezembro é o Dia Internacional da Solidariedade Humana, uma data criada pelas Nações Unidas para "celebrar a diversidade, relembrar governos sobre o respeito a acordos internacionais e aumentar a conscientização do público sobre a importância da solidariedade".

O secretário-geral da ONU divulgou uma mensagem nesta terça-feira onde afirma que o mundo alcançou vários progressos de desenvolvimento humano nas últimas duas décadas.

Pobreza

Segundo Ban Ki-moon, a taxa global de pobreza caiu mais do que a metade. As pessoas estão vivendo por mais tempo, com mais saúde e têm mais acesso à educação.

Apesar dos progressos, Ban lembra que a prosperidade não é desfrutada por todos. Ele citou problemas como desigualdades, extrema pobreza, desemprego, exclusão social e degradação ambiental.

Outros empecilhos para sociedades inclusivas são a discriminação e o preconceito. Segundo o chefe da ONU, a situação de muitos grupos sociais vulneráveis está piorando.

Soluções

Por isso, a solidariedade é vista como essencial para resolver essas barreiras ao desenvolvimento sustentável. Ban Ki-moon destaca que um dos princípios da Agenda 2030 é não deixar ninguém para trás e promover a inclusão e a igualdade.

Segundo o secretário-geral, apoio mútuo será crucial para o alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Na avaliação dele, "problemas globais pedem soluções coletivas".

Em tempos de divisão sobre várias questões globais, como conflito armado e migração forçada, Ban Ki-moon pede que as pessoas se unam por uma causa comum, ao invés de se distanciarem por medo.

Neste dia internacional, o chefe da ONU espera que o papel da solidariedade humana sirva para a "construção de vidas dignas em um planeta saudável", com todos trabalhando em prol da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Notícias Relacionadas:

Ban diz que “ONU é a história de sua vida”

Guterres: “ONU nasceu da guerra. Hoje devemos estar aqui para a paz”

ONU faz pedido financeiro recorde para ajuda humanitária em 2017

Compartilhe

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome