Em Ruanda, Ban pede ação regional e internacional no Sudão do Sul

0
47

Ouvir /

Chefe da ONU enfatizou que novos combates são "horríveis e totalmente inaceitáveis"; secretário-geral discursou na reunião extraordinária da Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento, Igad.

Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, se encontro com primeiro-ministro da Etiópia, Hailemariam Dessalegn, às margens da Cúpula da União Africana, em Kigali. Foto: ONU/Rick Bajornas

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Às margens da Cúpula da União Africana em Kigali, capital de Ruanda, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, destacou a necessidade de ação concertada para restaurar a implementação do acordo de paz no Sudão do Sul

Ban discursou na reunião extraordinária da Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento, Igad, um bloco comercial que inclui oito países africanos: Djibuti, Eritreia, Etiópia, Quênia, Somália, Sudão, Sudão do Sul e Uganda.

Violência Inaceitável

O chefe da ONU enfatizou que os novos combates são "horríveis e totalmente inaceitáveis".

Ban mencionou que todos estão "horrorizados" pela escala da violência, os ataques indiscriminados a civis e soldados de paz, a perda de vidas e o imenso sofrimento que a crise causou na população do Sudão do Sul.

Ele afirmou que complexos da ONU foram atingidos no fogo cruzado e armazéns e estoques de comida para milhares de pessoas foram roubados.

Embargo de Armas

Entre as reuniões que teve neste sábado, o secretário-geral esteve com o presidente do Igad e primeiro-ministro da Etiópia, Hailemariam Dessalegn.

Os líderes discutiram desafios regionais relacionados à paz e segurança, assim como mudança climática.

O chefe da ONU informou o primeiro-ministro sobre suas recomendações ao Conselho de Segurança a favor de um embargo de armas e a imposição de sanções a indivíduos envolvidos na violência e impedindo a implementação do acordo de paz.

Missão da ONU

Outra recomendação foi o fortalecimento da Missão da ONU no Sudão do Sul, Unmiss.

Ban se reuniu com diversos líderes africanos e, em outro encontro, discutiu a situação do Sudão do Sul com representantes dos Estados Unidos.

Leia e Ouça:

Sudão do Sul: surto de violência aumenta risco de “catástrofe de fome”

Chefe da ONU aborda Sudão do Sul em Cimeira da União Africana no Ruanda

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome