Em Bangui, 90% dos eleitores aprovam nova constituição centro-africana

0
26

18/12/2015

Em Bangui, 90% dos eleitores aprovam nova constituição centro-africana

Ouvir /

Autoridade Nacional Eleitoral divulgou mais de 1,6 mil candidatos para corrida para o parlamento; missão da ONU anunciou preparativos para campanha eleitoral dos candidatos presidenciais em províncias do país.

Votação em Bangui, República Centro-Africana. Foto: Minusca

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Mais de 90 % dos eleitores que votaram no refendendo sobre a constituição centro-africana disseram “sim” ao documento na capital, Bangui.

O anúncio dos resultados parciais foi feito na quinta-feira pela Autoridade Nacional Eleitoral, ANE, enquanto decorre a recolha dos dados provinciais.

Presidenciais

Em nota, a Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana, Minusca, disse que está a ser preparada a campanha eleitoral dos candidatos presidenciais nas províncias. A operação de paz fornece recursos humanos, técnicos e logísticos para apoiar o processo.

A primeira volta das eleições gerais está marcada para 27 de dezembro e o processo já registou mais de 3 milhões de eleitores. De acordo com a ONU, o número corresponde a 95% do total.

As autoridades eleitorais publicaram, esta quinta-feira, a lista final composta por mais de 1,6 mil candidatos validados para concorrer para o parlamento em 140 distritos eleitorais.

Transição

A consulta popular e a corrida eleitoral são consideradas essenciais na agenda do período de transição centro-africana, que termina a 31 março de 2016.

Devido à recente declaração de autonomia dos antigos elementos da milícia Séléka, no nordeste do país, a missão informou que discute com as autoridades locais as medidas de segurança em Birao e questões sobre o apoio eleitoral.

Leia Mais:

Primeiros resultados do referendo centro-africano saem na sexta-feira

Forças da ONU feridas no referendo de domingo da República Centro-Africana

Referendo centro-africano lança novas bases para futuro estável, diz Ban

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome