Chefe da ONU aborda Sudão do Sul em Cimeira da União Africana no Ruanda

0
51

Ouvir /

Busca de solução para a crise é tema de encontros do secretário-geral com líderes do continente; no périplo africano, Ban Ki-moon participa em eventos globais em Nairobi e em Durban.

Secretário-general, Ban Ki-moon. Foto: ONU/Rick Bajornas

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas segue esta quinta-feira para o Ruanda, onde vai discutir o conflito no Sudão do Sul com líderes que participam na 27ª Cimeira na União Africana.

De acordo com uma nota da organização, Ban Ki-moon deve discursar em vários eventos da reunião, que decorre até domingo em Kigali.

Liderança

A recente onda de violência entre forças leais ao presidente sul-sudanês Salva Kiir e as do primeiro vice-presidente, Riek Machar, será abordada com a liderança da organização regional.

Ban deve reunir-se também com os membros da Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento, Igad, para abordar a situação sul-sudanesa. Mais de 270 pessoas morreram em quatro dias de confrontos.

Falando esta quarta-feira no Conselho de Segurança, o subsecretário-geral para as Operações de Paz disse que a ONU vai avaliar uma possível renovação técnica das suas forças no país durante um mês.

O processo inclui consultas com países africanos, um estudo e recomendações para o Conselho. Essa avaliação vai determinar o que é preciso para reforçar as tropas e pode incluir equipamentos como helicópteros e veículos aéreos não tripulados para ajudar a proteger civis.

Nairobi e Durban

Depois da Cimeira, o chefe da ONU segue para a capital queniana Nairobi, para participar na 14ª sessão da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad.

A sessão vai decorrer sob o lema “Da decisão à ação: concretização da agenda de desenvolvimento pós-2015″.

O périplo africano de Ban Ki-moon termina na cidade sul-africana de Durban, onde vai participar na abertura da 21ª Conferência Internacional sobre o Sida.

A sessão, que junta cientistas, políticos, líderes mundiais e pessoas vivendo com HIV, vai abordar sucessos e desafios no país anfitrião e as tendências da epidemia a nível global.

Leia e Oiça:

Novos confrontos no Sudão do Sul já mataram mais de 270 pessoas

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome