Beckham chama a atenção para crianças vítimas da seca na Suazilândia

0
36

Ouvir /

Jogador é embaixador da Boa Vontade do Unicef; esta sexta-feira é o Dia Mundial de Combate à Desertificação.

David Beckham em visita à Suazilândia. Foto: Unicef/UN021422/Modola

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Embaixador da Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, David Beckham, viajou para Suazilândia para ver como o “7: Fundo David Beckham Unicef” está ajudando a agência da ONU a apoiar e proteger crianças seropositivas.

Durante a visita na semana passada, Beckham também ouviu como a pior seca em décadas ameaça causar danos na vida das crianças e famílias já vulneráveis devido ao HIV.

HIV

A Suazilândia é o país com o maior índice de infeção de HIV no mundo: 26% entre adultos de 15 a 49 anos, segundo o Unicef.

Beckham conheceu muitas crianças que "haviam perdido um ou ambos dos pais devido ao Sida, e que agora vivem com o HIV".

O ex-jogador afimou que "como um pai de quatro filhos, foi difícil ouvir suas histórias a respeito dos desafios diários que enfrentam, que agora estão a ser agravados por esta seca arrasadora".

O embaixador do Unicef apelou à comunidade global a fazer "todo o possível para ajudar a agência a salvar vidas providenciando alimentos, medicamentos e água potável para crianças que os necessitam tão desesperadamente".

Seca

A seca foi intensificada pelo fenómeno climático El Niño. Segundo o Unicef, a dimensão é sem precedentes, com crises alimentares a acontecer simultaneamente em 10 países da região, a afetar cerca de 26 milhões de crianças.

Esta sexta-feira, 17 de junho, é o Dia Mundial de Combate à Desertificação. O Unicef está a trabalhar com governos e parceiros em toda África Oriental e Austral para reduzir o impacto da seca e salvar vidas através de ajuda humanitária

Falta de Recursos

A agência precisa urgentemente de US$ 226 milhões em 2016. Actualmente, a assistência humanitária disponível não é suficiente para satisfazer as enormes necessidades das crianças.

Apesar dos apelos financeiros feitos em toda a África Oriental e Austral, foram recebidos até o momento menos da metade dos fundos necessários.

Assistência Alimentar

O Unicef alertou que 31,6 milhões de pessoas, a incluir 16 milhões de crianças, precisarão de assistência alimentar em 2016 em toda África Austral.

Já em África Oriental, 19,5 milhões de pessoas, sendo 10,5 milhões de crianças, precisarão de assistência alimentar este ano. A maioria vive na Etiópia.

Leia e Oiça:

David Beckham visita crianças no Djibuti

Seca provocada por El Niño leva 1,5 milhão a pedir ajuda em Moçambique


David Beckham leva vozes de crianças à Assembleia Geral da ONU

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome