Ban realiza visita oficial à Rússia e pede apoio para Agenda 2030

0
45

Ouvir /

Chefe da ONU participa do Fórum Econômico Internacional na cidade de São Petersburgo; no país, se encontra também com presidente Vladimir Putin e o chanceler russo; Ban agradeceu ao país por firmar o Acordo de Paris sobre combate à mudança climática.

Ban Ki-moon no encontro com Sergei Lavrov em São Petersburgo, Rússia. Foto: ONU/Rick Bajornas

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O líder das Nações Unidas está na Rússia para uma série de reuniões incluindo um encontro com o presidente do país, Vladimir Putin.

Ban Ki-moon está participando do Fórum Econômico Internacional na cidade de São Petersburgo. Ele destacou a contribuição da Rússia para o Acordo de Paris de combate a mudança climática e outras iniciativas como a Agenda de Addis Abeba de finaciamento para o desenvolvimento entre outros.

Desafios

O chefe da ONU também falou da importância da implementação da Agenda 2030, de desenvolvimento sustentável.

Em entrevista a jornalistas, Ban Ki-moon foi perguntado sobre terrorismo e as crises atuais, e se a ONU está equipada para enfrentar os desafios.

O chefe da ONU disse que as Nações Unidas estão preocupadas em defender e encorajar partes em conflito a cumprir os princípios da Carta de resolver todos os assuntos de maneira pacífica e com diálogo.

Logo depois, o secretário-geral se reuniu com o chanceler da Rússia, Sergei Lavrov, e falou da urgência de uma solução diplomática para o conflito na Síria e disse que as próximas semanas são cruciais para as conversações entre as partes do confronto.

Sociedade Civil

Ainda em seu discurso ao fórum , Ban comentou a importância da cooperação entre a liderança política, um gasto inteligente de contribuições de todos os setores incluindo a sociedade civil e a iniciativa privada.

Ban destacou ainda a necessidade de colabaração com a sociedade civil, segundo ele nenhum país pode atuar sozinho, mas precisa da ajuda dos vários atores da sociedade como a academia, os parlamentos, os movimentos de trabalhadorers e outros.

Ele afirmou que a ONU continuará reforçando a parceria com empresas como parte do Pacto Global, que reúne milhares de empresas preocupadas em apoiar o desenvolvimento sustentável. E lembrou que o Pacto tem cerca de 100 empresas e organizações da sociedade civil russas.

O líder das Nações Unidas também disse que a Rússia deve diversificar sua economia no setor de energia, reduzindo a dependência de exportações baseadas em combustíveis fósseis.

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome