Ban quer que países redobrem esforços para eliminar violência contra idosos

0
68

Ouvir /

Secretário-geral fez a declaração para marcar do Dia Mundial da Conscientização da Violência à Pessoa Idosa, esta quarta-feira, 15 de junho; tema deste ano é: "Amanhã Pode Ser Você".

Idosa refugiada. Foto: Acnur

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu a todos os países e sociedades civis que reforçem a determinação e redobrem os esforços para eliminar todas as formas de violência e abusos contra os idosos.

A declaração de Ban foi para marcar o Dia Mundial da Conscientização da Violência à Pessoa Idosa, esta quarta-feira, 15 de junho. No mundo, um em cada 10 idosos sofre algum tipo de violência todos os meses.

Brasil

De São Paulo, em entrevista à Rádio ONU, a doutora em Saúde Pública da USP e especialista em gerontologia pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Marília Berzins, disse que "a situação no Brasil é preocupante".

"Pessoas idosas sofrem violência doméstica, que é a maior proporção de casos que acontecem. A violência doméstica é aquela que acontece dentro de casa e ela é provocada por membros da própria família. Além disso, pessoas idosas sofrem violências na vida pública, a violência urbana, institucional, a violência estrutural. Ela é, no Brasil ainda, assim como em vários lugares do mundo, é subnotificada, ou seja, acontece mais violência do que sabemos."

O tema do Dia Mundial deste ano é: "Amanhã Pode Ser Você". Berzins afirmou que o Brasil tem, atualmente, quase 27 milhões de idosos, com 60 anos ou mais, aproximadamente 13% da população.

Segundo ela, o problema acontece em todos os níveis sociais. A especialista afirmou que a violência contra idosos é uma questão atual, relevante e precisa do compromisso da sociedade para enfrentar essas diversas situações. Ela falou também sobre como acabar com essa prática.

Motoristas de Ônibus

"Eu acho que é trazer à tona a questão, quando eu falo que pessoas idosas sofrem violência ou violências, eu estou contribuindo para que cessem estas formas de violência. Uma outra forma eficiente seria formar profissionais tanto da área da saúde, da assistência, da educação, motoristas de ônibus, de transporte coletivo para essa cultura não violência".

Marília Berzins disse ainda que é importante que essas pessoas entendam que os idosos têm muito o que contribuir para a sociedade. Ela falou ainda sobre outras formas de violência sofrida pelas pessoas que têm mais de 60 anos.

"O xingamento do idoso é violência, uma negligência que é não prestar serviço ou atenção ao que ele precisa é uma forma de violência. Por exemplo, não trocar a fralda daquele idoso que usa fralda é uma forma de violência. Idosos sofrem violência sexual, nós precisamos ter essa informação, essa consciência. Idoso sofre privação de alimentos."

A Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável tem como meta eliminar com a pobreza e construir um mundo mais sustentável nos próximos 15 anos.

Segundo o secretário-geral, Ban Ki-moon, acabar com a negligência, com os abusos e com a violência contra os idosos é vital para atingir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome