Aumento do extremismo violento é o grande desafio dos direitos humanos

0
62

23/12/2015

Aumento do extremismo violento é o grande desafio dos direitos humanos

Ouvir /

Avaliação é do alto comissário da ONU para o setor; Zeid Al Hussein diz que medidas repressoras que podem contribuir para pensamentos extremistas; para ele, sociedade civil está no meio do dilema.

Zeid Al Hussein Foto: ONU/Jean-Marc Ferré

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O alto comissário da ONU para os Direitos Humanos acredita que o aumento do extremismo violento é o grande desafio que o setor enfrenta atualmente. Em entrevista às Nações Unidas, Zeid Al Hussein fez um balanço de 2015.

Zeid citou a pressão que alguns governos colocam sobre a sociedade civil, numa tentativa de evitar pensamentos extremistas. Mas na visão do alto comissário, o efeito é contrário: medidas repressoras produzem mais pensamentos extremistas, sendo o dilema central que os direitos humanos enfrentam atualmente.

Denúncias

O representante da ONU disse que os governos tentam lidar com o extremismo violento e o setor dos direitos humanos passa por um momento delicado. Para Zeid, o apoio contínuo ao setor é essencial para que essa fase seja ultrapassada.

O alto comissário afirmou também que muitos governos precisam aceitar críticas, porque Zeid lembra ser imprescindível denunciar violações aos direitos humanos.

Refugiados

Sobre o resultado da Conferência da ONU sobre Mudança Climática, COP21, o alto comissário explicou que os direitos não são respeitados quando há mudança climática.

Zeid Al Hussein citou que em nações que sofrem com os impactos, é negado à população o direito à educação ou à saúde.

Por fim, ele mencionou a crise de refugiados e de migrantes e pediu que os governos reconheçam que essas pessoas devem ter acesso ao aconselhamento e à ajuda e lembrou que a xenofobia precisa ser combatida.

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome