Aiea: programa nuclear da Coreia do Norte permanece uma “preocupação”

0
35

17/11/2015

Aiea: programa nuclear da Coreia do Norte permanece uma "preocupação"

Ouvir /

Declaração do diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica foi feita nesta terça-feira; falando à Assembleia Geral, Yukiya Amano destacou programa de ação da AIEA para o tratamento do câncer e afirmou haver "ligações claras" entre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e o trabalho da agência.

Diretor-geral da AIEA, Yukiya Amano (à esquerda) no hospital Steve Biko Memorial durante visita à África do Sul, em março de 2015. A agência já investiu quase € 300 milhões em projetos de radioterapia e combate à doença em todo o mundo nas últimas décadas. Foto: Aiea/ Conleth Brady/IAEA

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica, Aiea, afirmou que o programa nuclear da Coreia do Norte permanece uma questão de "grave preocupação".

Segundo Yukiya Amano, a agência continua incapaz de realizar uma verificação no país e, portanto, o conhecimento sobre o programa nuclear da nação é limitado.

Irã

No entanto, Amano declarou que a agência se mantém pronta para retornar ao país se for solicitada.

Ele pediu à Coreia do Norte que "cumpra plenamente com suas obrigações" e coopere com a agência.

Falando sobre o Irã, o chefe da agência afirmou que "muito trabalho ainda está para ser feito", mas disse acreditar que o "progresso significativo" feito sobre a questão nuclear do país representa "um sucesso real para a diplomacia".

Tratamento contra o Câncer

Amano falou ainda sobre o programa de ação da Aiea para o tratamento do câncer.

A agência já investiu quase € 300 milhões em projetos de radioterapia e combate à doença em todo o mundo nas últimas décadas.

Amano afirmou que o trabalho da agência "ajuda a salvar muitas vidas" mas que a "necessidade de acesso a tratamento eficaz contra o câncer em países em desenvolvimento permanece grande".

Desevolvimento Sustentável

O chefe da Aiea saudou a adoção da nova Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, em setembro, e disse haver "ligações claras" entre os 17 Objetivos e o trabalho da agência.

Amano declarou que a inclusão de metas sobre doenças crónicas incluindo o câncer, na nova agenda de desenvolvimento, dá esperança de que "muito mais pode ser feito para combater a questão nas próximas décadas".

Leia Mais:

Diretor da Aiea ressalta importância da ciência para o desenvolvimento

Aiea atua na segurança alimentar e mudança climática

Aiea está pronta para supervisionar programa nuclear do Irã

Para relator, relação entre as duas Coreias está tomando um novo rumo

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome