Agência da ONU para refugiados lança plano para proteger LGBTIs

0
54

24/12/2015

Agência da ONU para refugiados lança plano para proteger LGBTIs

Ouvir /

Segundo Acnur, lésbicas, gays e transgêneros que são atualmente deslocados estão enfrentando discriminação e preconceito quando pedem asilo; pacote cobre terminologias, leis internacionais e medidas de proteção.

Parada do orgulho LGBTI. Foto: OHCHR/Joseph Smida

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, lançou um pacote para ampliar a proteção de lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e intersexuais, LGBTI, que foram forçados ao deslocamento.

A agência da ONU explica que essas pessoas estão enfrentando discriminação e preconceito quando buscam asilo. O alto comissário assistente para refugiados falou sobre a necessidade de garantir que os direitos da comunidade LGBTI sejam respeitados.

Medidas

Segundo Volkert Turk, as medidas focam em orientações práticas para funcionários e organizações parceiras da ONU. O representante lamenta que apesar de muitos progressos, a discriminação contra pessoas LGBTI ainda é persistente.

O Acnur está comprometido em proteger os direitos da comunidade e vai continuar tomando medidas para aumentar a capacidade de seus funcionários neste sentido. O pacote de treinamento é visto como um passo significativo nesta direção.

Detalhes

O programa foi desenvolvido em parceria com a Organização Internacional para Migrações, OIM, e é financiado pela agência americana para população, refugiados e migrantes.

O pacote cobre terminologias relevantes, leis internacionais, comunicação, proteção operacional, como conduzir entrevistas, soluções duradouras, saúde e determinação do status de refugiado.

O Acnur explica que o projeto engloba ainda orientação sexual e identidade de gênero, os riscos especialmente enfrentados pelos deslocados que são LGBTIs, como tratar esses riscos e oferecer a melhor proteção a essas pessoas.

Fonte: Rádio ONU

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome