A Suíça é um dos países mais felizes do mundo

0
6


Capa - SWI swissinfo.ch

Atualidade suíça em 10 idiomas

pt

Busca na swissinfo

Menu

Busca

Ranking global de felicidade
A Suíça é um dos países mais felizes do mundo

No Dia Mundial da Felicidade, as Nações Unidas classificaram a Suíça como o quarto país mais feliz do mundo – logo atrás da Noruega, Dinamarca e Islândia.

A felicidade pode ser fugaz...

A felicidade pode ser fugaz…

(Keystone)

No ano passado, a Suíça ficou em segundo lugar e, em 2015, em primeiro. Mas a queda nos rankings não é motivo para franzir a testa, de acordo com o World Happiness Report 2017.

"Todos os quatro principais países estão altamente bem posicionados em todos os principais fatores encontrados para apoiar a felicidade: cuidados, liberdade, generosidade, honestidade, saúde, renda e boa governança. Suas médias são tão próximas que pequenas mudanças podem reordenar os rankings de ano para ano", explicam os autores.

Produzido pela Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável da ONU, o Relatório Anual da Felicidade Mundial é baseado em medições do bem-estar por especialistas de áreas como economia, saúde e psicologia.

"Cada vez mais, a felicidade é considerada a medida adequada do progresso social e da meta da política pública", afirmam os autores, destacando que em junho de 2016 a OCDE (um grupo de países relativamente ricos) se comprometeu a redefinir o crescimento para colocar o bem-estar das pessoas no centro dos esforços dos governos.

Este ano, o relatório de 188 páginas enfatiza a importância dos fundamentos sociais da felicidade – coisas como ter alguém em quem confiar em momentos difíceis. Outros fatores incluem o PIB per capita e a expectativa de vida, que "dependem muito do contexto social", observa o relatório.

Existem capítulos específicos dedicados à China, África e Estados Unidos. Aparentemente, os chineses não são mais felizes hoje do que há 25 anos atrás – apesar de um aumento constante na renda durante o último quarto de século. A China ficou em 79º lugar.

Os EUA, que ocuparam o terceiro lugar entre os países da OCDE em 2007, ocuparam a 14ª posição no Relatório Mundial sobre a Felicidade deste ano, que atribui a queda ao declínio do apoio social e ao aumento da corrupção. Dos 155 países avaliados, a República Centro-Africana ocupa o último lugar, com o Burundi, a Tanzânia e a Síria a completar os quatro últimos.

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Endereço e-mail

swissinfo.ch em português

swissinfo.ch/fh

Escreva o primeiro comentário a este artigo:

Escreva um comentário…

Mais…
Menos…

Direitos Autorais

Todos os direitos reservados. O conteúdo do site da swissinfo.ch é protegido por direitos autorais. Ele é destinado apenas para uso privado. Qualquer outro uso do conteúdo do site além do uso acima estipulado, especialmente no que diz respeito à distribuição, modificação, transmissão, armazenagem e cópia, requer a autorização prévia por escrito da swissinfo.ch. Caso você esteja interessado em algum desses tipos de uso do conteúdo do site, entre em contato conosco através do endereço contact@swissinfo.ch.

No que diz respeito ao uso para fins privados, só é permitido o uso de hyperlink para um conteúdo específico e para colocá-lo no seu próprio site ou em um site de terceiros. O conteúdo do site da swissinfo.ch só poderá ser incorporado em um ambiente livre de publicidade sem quaisquer modificações. Especificamente aplicável a todos os softwares, pastas, dados e seus respectivos conteúdos disponibilizados para download no site da swissinfo.ch, uma licença básica, não exclusiva e não transferível é concedida de forma restrita a um único download e gravação de tais dados em dispositivos privados. Todos os outros direitos permanecem sendo de propriedade da swissinfo.ch. Em especial, proíbe-se qualquer venda ou uso comercial desses dados.

Reutilizar artigo

A Suíça é um dos países mais felizes do mundo

20. Março 2017 – 14:15

No Dia Mundial da Felicidade, as Nações Unidas classificaram a Suíça como o quarto país mais feliz do mundo – logo atrás da Noruega, Dinamarca e Islândia.

No ano passado, a Suíça ficou em segundo lugar e, em 2015, em primeiro. Mas a queda nos rankings não é motivo para franzir a testa, de acordo com o World Happiness Report 2017.

"Todos os quatro principais países estão altamente bem posicionados em todos os principais fatores encontrados para apoiar a felicidade: cuidados, liberdade, generosidade, honestidade, saúde, renda e boa governança. Suas médias são tão próximas que pequenas mudanças podem reordenar os rankings de ano para ano", explicam os autores.

Produzido pela Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável da ONU, o Relatório Anual da Felicidade Mundial é baseado em medições do bem-estar por especialistas de áreas como economia, saúde e psicologia.

"Cada vez mais, a felicidade é considerada a medida adequada do progresso social e da meta da política pública", afirmam os autores, destacando que em junho de 2016 a OCDE (um grupo de países relativamente ricos) se comprometeu a redefinir o crescimento para colocar o bem-estar das pessoas no centro dos esforços dos governos.

Este ano, o relatório de 188 páginas enfatiza a importância dos fundamentos sociais da felicidade – coisas como ter alguém em quem confiar em momentos difíceis. Outros fatores incluem o PIB per capita e a expectativa de vida, que "dependem muito do contexto social", observa o relatório.

Existem capítulos específicos dedicados à China, África e Estados Unidos. Aparentemente, os chineses não são mais felizes hoje do que há 25 anos atrás – apesar de um aumento constante na renda durante o último quarto de século. A China ficou em 79º lugar.

Os EUA, que ocuparam o terceiro lugar entre os países da OCDE em 2007, ocuparam a 14ª posição no Relatório Mundial sobre a Felicidade deste ano, que atribui a queda ao declínio do apoio social e ao aumento da corrupção. Dos 155 países avaliados, a República Centro-Africana ocupa o último lugar, com o Burundi, a Tanzânia e a Síria a completar os quatro últimos.

×

Destaque



O lugar para se estar
Suíça classificada como o melhor país do mundo



Dilma Roussef em Genebra
Ex-presidente vê riscos para a candidatura de Lula em 2018



Em causa própria
Um aplicativo no Android e Apple Store para se integrar …



especiais
Suíça de portas abertas



especiais
Guia da Suíça



especiais
O túnel do São Gotardo



Barômetro da Preocupação
Imigração atormenta suíços



especiais
Refugiados

Fonte: Swiss Info

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here